Exposição | Rosário

 

 


LEVEI UMA TAMPA e, sem dar por isso, o rosto escorre-me da cabeça, desliza no suor lacrimoso e o tempo queda-se. Ele quer lá saber se agora é altura de continuar. O tempo é curioso e quer estar presente. Eu nem tanto. Se pudesse fugir de mim fechava-me ali com elas a fazer alquimia com a dor que sinto. Olho e confirmo a sua força vital, são tão grandes estas mulheres que admiro. Do céu ao chão trazem o amor divino e a luz de uma paixão intensa.



Clica aqui para seguires a página do evento.


Colecção B – Associação Cultural

www.escritanapaisagem.net/

www.facebook.com/silviafrancosantosworks

www.instagram.com/silviafrancosantos